Eduardo, cerca de 45 anos, é o pai de Tiago. Intelectual de esquerda, crítico de cinema e membro do Partido Comunista Português, Eduardo só fala de duas coisas: cinema e política. Vive com Tiago, os dois sozinhos num apartamento, depois da morta da sua mulher Teresa, mãe de Tiago.